Pong - Nasce a Indústria

Por Sandro Massarani Plataforma Original: Arcade (fliperama) Ano: 1972 Criado por: Atari (Al Alcorn, Nolan Bushnell) Mesmo que o conceito de videogame já estivesse sendo posto em prática no início da década de 1970, não havia nenhum indício de que sua indústria movimentaria uma quantia bilionária. Como a história nos ensina, as idéias mais inovadoras geralmente são desacreditadas em seu início, recebendo muito pouca atenção, já que seus efeitos se fazem apenas a médio e longo prazo. A pessoa que mais acreditou no sucesso da indústria dos videogames e lutou para isso acontecer, com todas as suas virtudes e defeitos, foi o visionário chamado Nolan Bushnell. Graduado engenheiro elétrico pela Universidade de Utah, instituição muito ligada ao campo da computação, e tendo trabalhado em arcades  enquanto estudava, Bushnell acabou fascinado por computadores e máquinas eletrônicas, ficando horas e horas dentro de laboratórios de informática. Spacewar! era a diversão favorita de Bushnell na faculdade, e o encontro entre esses dois personagens, jogo e homem, influenciaria profundamente a comunicação e a diversão nas próximas décadas até os dias de hoje, sem previsão de final. As lojas que abrigam máquinas de diversão como pinballs, dardos e tiro ao alvo são chamadas de arcades. A partir do momento que os videogames se popularizam, eles vão se instalar nos arcades na forma de gabinetes com monitor. Os videogames e outros jogos situados nos arcades também são chamados de arcades ou arcade games. No Brasil essas máquinas são chamadas de fliperama, devido a peça que rebate a bola na máquina de pinball, o flipper. Trabalhando para uma empresa californiana de engenharia chamada Ampex, Bushnell obtinha fácil acesso a diversas peças eletrônicas e pôde então juntar seus conhecimentos de engenharia e eletrônica com sua experiência em pinballs. Sempre ambicioso, Bushnell fez do quarto de sua filha seu local de trabalho, e iniciou um projeto de transformar o Spacewar! de Steve Russell em uma máquina movida a moedas. Para reduzir brutalmente o custo total, Bushnell resolveu construir um aparelho que servisse apenas para rodar o jogo, e não um computador para uso geral. Em vez de gastar milhares de dólares em um computador, acabaou gastando cem dólares de equipamento, já que no início da década de 1970 a miniaturização começava a tomar uma força cada vez maior. Para guardar as moedas depositadas, ele usou simplesmente uma lata vazia. Com o protótipo pronto, Bushnell resolve chamar sua criação de Computer Space, o primeiro videogame movido a moedas, uma idéia bem incomum para a época, e parte para encontrar um parceiro para financiá-lo. O empresário de nome Bill Nutting decidiu dar uma chance a Bushnell, produzindo mil e quinhentas máquinas de Computer Space em 1971. Sempre dando importância a apresentação de um produto, Bushnell construiu um gabinete exótico e de aparência high-tech para o jogo, captando uma atenção inicial. O problema era que Computer Space, assim como o original SpaceWar!, era um jogo muito complicado para a audiência comum de um bar ou loja de diversões. As instruções eram extensas e o controle das naves por vários botões era complexo , logo ficando claro que o sucesso do jogo com os estudantes de informática, geralmente chamados de nerds, não significava sucesso para o público em geral, até hoje uma das regras fundamentais da indústria. O curioso é que durante o início da década de 80, período responsável pelos melhores jogos de arcade até hoje, diversos videogames do gênero de tiro de nave com controles complicados foram lançados, como Defender e Asteroids, fazendo um absurdo sucesso. Esse fato prova que Computer Space estava anos a frente de seu tempo. Culpando Nutting e sua fraca habilidade de marketing pelo fracasso de Computer Space, Bushnell decide formar junto com Ted Dabney, um amigo de trabalho, sua própria empresa. Com o nome inicial de Syzygy (termo da astronomia que significa o perfeito alinhamento entre a Terra, a Lua e o Sol), cada sócio investiria uma quantia de US$250. Larry Brian, outro amigo de Bushnell, desistiu de última hora e não entrou com o dinheiro. Como já existia uma empresa com o nome Syzygy, Bushnell decide chamar sua companhia Atari, termo utilizado no jogo de tabuleiro japonês Go . Bushnell ainda estava convencido de que os videogames, por mais desconhecidos que fossem, poderiam ser introduzidos e popularizados nos arcades e nos bares, gerando lucros através das mãos de um indivíduo comum. Agora, com sua própria empresa em jogo, era hora dos próximos passos. No início da Atari, Bushnell decidiu trabalhar com a venda e manutenção de máquinas de fliperama, em especial pinballs, atividade de certo ponto lucrativa. Colocou a babá de seus filhos como secretária e contratou o jovem e baixinho engenheiro Al Alcorn, que logo entraria para a história como criador do primeiro videogame de grande sucesso comercial. Para dar a impressão de que a Atari era uma companhia de grande porte, a ordem era para demorar a atender o telefone, fazendo o cliente esperar bastante após ter falado com a secretária. O momento crucial do nascimento da indústria dos games aconteceu quando Bushnell, em 1972, inventou uma história de que tinha assinado um contrato com a gigante General Electric para fazer um videogame baseado no ping-pong, esporte hoje chamado de tênis de mesa. Era o conceito básico de dois paddles  (raquetes) acertando uma bola, evitando que esta os ultrapasse. Bushnell queria era testar as habilidades de Alcorn, pois sua intenção não era fazer um jogo tão simples, e o resultado não deveria ter nenhum valor duradouro. Esse próprio conceito já tinha sido explorado no mesmo ano por Raplh Baer no primeiro console caseiro da história, o Odyssey. Alcorn pegou a idéia básica de Bushnell e a melhorou consideravelmente, acrescentando aceleração na bola, tornando-a cada vez mais rápida, a possibilidade de colocar um "efeito" na hora da rebatida e um som de impacto extremamente singular, viciante até. Alcorn pegou uma televisão em preto-e- branco, soldou diversos fios nela, fez um gabinete simples e entregou um protótipo a Bushnell em três meses. O resultado superou de longe qualquer expectativa e estava pronto o segundo videogame arcade da história, chamado simplesmente de Pong. O clássico nome foi escolhido por ser baseado em um jogo de ping-pong e também por causa do som feito com a rebatida da bolinha. Tentando tornar o jogo o mais amigável possível, para evitar a repetição dos erros que ocorreram com Computer Space, Alcorn resumiu as instruções de Pong a apenas uma frase: "avoid missing ball for high-score", algo como "evite errar a bola para ganhar pontos". Realmente não explica muito bem a filosofia do jogo. Para testar a popularidade de Pong, Bushnell e Alcorn colocaram o protótipo em um bar chamado Andy Capp em setembro de 1972. Bill Gattis, gerente do bar, começou a achar estranho que logo depois da chegada de Pong, algumas pessoas começaram a fazer hora para o Andy Capp abrir. Elas entravam e não consumiam nada, indo direto para a máquina de videogame. A prova definitiva da popularidade de Pong veio com uma ligação de Gattis para Alcorn reclamando que a máquina havia quebrado. Alcorn, ao abrir o protótipo para consertá-lo, viu que o problema era a enorme quantidade de moedas depositadas que tinha travado o mecanismo. Feliz com o inusitado problema, coube a Alcorn comentar para Gattis, que a próxima vez que aquilo acontecesse, ele poderia o chamar em casa imediatamente, pois esse problema era sempre um prazer consertar. Com um gigantesco sorriso no rosto, Al Alcorn, criador de Pong, foi logo contar a novidade para Bushnell. Com o enorme sucesso de Pong no Andy Capp, Bushnell que havia oferecido seu produto para a para a distribuidora de eletrônicos Midway e a gigante do pinball Bally , ao perceber o potencial do produto, resolveu produzir o jogo por conta própria, ao conseguir uma linha de crédito de US$50,000. A decisão de Bushnell provou ser a mais correta, já que Pong se tornou tão popular que vendeu mais do que qualquer mesa de pinball do período, e em apenas dois anos de circulação já contabilizava mais de 8000 máquinas vendidas, número altíssimo para máquinas de diversão. Nem mesmo a crise do petróleo de 1973, uma grave crise capitalista internacional causada pela guerra de Yom-Kippur no Oriente Médio, impediu os ótimos lucros alcançados. Acontece que parte desses lucros logo fugiriam das mãos da Atari, já que Pong é um dos jogos mais imitados da história. Em pouco tempo, dezenas de clones de Pong chegariam não só nos fliperamas, mas também na sala de estar das casas, devido a inabilidade de Bushnell de registrar uma patente. A Atari ainda lucraria bastante com sua versão caseira Home Pong, principalmente devido ao acordo com a influente cadeia de lojas Sears, mas nada que impedisse o cada vez maior número de imitadores. No Brasil não foi diferente, já que em 1977 a Philco/Ford lançava aqui o Telejogo, o primeiro videogame brasileiro. Não devemos esquecer que o próprio Pong é uma imitação dos jogos do console Odyssey e logo a Magnavox colocaria a Atari na justiça, sob o argumento de que Pong infringe a patente do inventor Ralph Baer. Ao contrário de Bushnell, bon vivant e despreocupado, Baer é extremamente organizado e sempre manteve todas as suas idéias anotadas e registradas com detalhes, somando ao todo mais de setenta patentes. Sem recursos financeiros para competir até o fim, Bushnell acabou tendo que fazer um acordo com a Magnavox, que inexplicavelmente não cobrou royalties da Atari, apenas uma licença única de US$700,000. Bushnell sorriu e aceitou imediatamente. O caminho para mais videogames se abria e os horizontes dos jogos eletrônicos começavam a tomar forma. Antecedentes Importantes: - Odyssey-Table Tennis (Magnavox, 1972) Inspirou: - Breakout (Atari, 1976) - Arkanoid (Taito, 1986) Por que é revolucionário: - Iniciou a hoje bilionária indústria dos videogames. Bushnell com sua visão conseguiu provar que a tecnologia já permitia a criação de jogos eletrônicos a custos relativamente baixos e que havia uma demanda para esse tipo de produto. - Foi o primeiro videogame de ótimo sucesso comercial. - Foi o primeiro produto da Atari, pioneira na criação de videogames, abrindo caminho para outros grandes jogos.
tópicos sobre narrativa, roteiros e mundos virtuais
Além do Cotidiano
Nolan Bushnell: Um visionário
Al Alcorn com uma versão de Home Pong
Computer Space e seu gabinete futurista. O primeiro videogame movido a moedas.
Além do Cotidiano
tópicos sobre narrativa, roteiros e mundos virtuais

Pong - Nasce a Indústria

Por Sandro Massarani Plataforma Original: Arcade (fliperama) Ano: 1972 Criado por: Atari (Al Alcorn, Nolan Bushnell) Mesmo que o conceito de videogame já estivesse sendo posto em prática no início da década de 1970, não havia nenhum indício de que sua indústria movimentaria uma quantia bilionária. Como a história nos ensina, as idéias mais inovadoras geralmente são desacreditadas em seu início, recebendo muito pouca atenção, já que seus efeitos se fazem apenas a médio e longo prazo. A pessoa que mais acreditou no sucesso da indústria dos videogames e lutou para isso acontecer, com todas as suas virtudes e defeitos, foi o visionário chamado Nolan Bushnell. Graduado engenheiro elétrico pela Universidade de Utah, instituição muito ligada ao campo da computação, e tendo trabalhado em arcades  enquanto estudava, Bushnell acabou fascinado por computadores e máquinas eletrônicas, ficando horas e horas dentro de laboratórios de informática. Spacewar! era a diversão favorita de Bushnell na faculdade, e o encontro entre esses dois personagens, jogo e homem, influenciaria profundamente a comunicação e a diversão nas próximas décadas até os dias de hoje, sem previsão de final. As lojas que abrigam máquinas de diversão como pinballs, dardos e tiro ao alvo são chamadas de arcades. A partir do momento que os videogames se popularizam, eles vão se instalar nos arcades na forma de gabinetes com monitor. Os videogames e outros jogos situados nos arcades também são chamados de arcades ou arcade games. No Brasil essas máquinas são chamadas de fliperama, devido a peça que rebate a bola na máquina de pinball, o flipper. Trabalhando para uma empresa californiana de engenharia chamada Ampex, Bushnell obtinha fácil acesso a diversas peças eletrônicas e pôde então juntar seus conhecimentos de engenharia e eletrônica com sua experiência em pinballs. Sempre ambicioso, Bushnell fez do quarto de sua filha seu local de trabalho, e iniciou um projeto de transformar o Spacewar! de Steve Russell em uma máquina movida a moedas. Para reduzir brutalmente o custo total, Bushnell resolveu construir um aparelho que servisse apenas para rodar o jogo, e não um computador para uso geral. Em vez de gastar milhares de dólares em um computador, acabaou gastando cem dólares de equipamento, já que no início da década de 1970 a miniaturização começava a tomar uma força cada vez maior. Para guardar as moedas depositadas, ele usou simplesmente uma lata vazia. Com o protótipo pronto, Bushnell resolve chamar sua criação de Computer Space, o primeiro videogame movido a moedas, uma idéia bem incomum para a época, e parte para encontrar um parceiro para financiá-lo. O empresário de nome Bill Nutting decidiu dar uma chance a Bushnell, produzindo mil e quinhentas máquinas de Computer Space em 1971. Sempre dando importância a apresentação de um produto, Bushnell construiu um gabinete exótico e de aparência high-tech para o jogo, captando uma atenção inicial. O problema era que Computer Space, assim como o original SpaceWar!, era um jogo muito complicado para a audiência comum de um bar ou loja de diversões. As instruções eram extensas e o controle das naves por vários botões era complexo , logo ficando claro que o sucesso do jogo com os estudantes de informática, geralmente chamados de nerds, não significava sucesso para o público em geral, até hoje uma das regras fundamentais da indústria. O curioso é que durante o início da década de 80, período responsável pelos melhores jogos de arcade até hoje, diversos videogames do gênero de tiro de nave com controles complicados foram lançados, como Defender e Asteroids, fazendo um absurdo sucesso. Esse fato prova que Computer Space  estava anos a frente de seu tempo. Culpando Nutting e sua fraca habilidade de marketing pelo fracasso de Computer Space, Bushnell decide formar junto com Ted Dabney, um amigo de trabalho, sua própria empresa. Com o nome inicial de Syzygy (termo da astronomia que significa o perfeito alinhamento entre a Terra, a Lua e o Sol), cada sócio investiria uma quantia de US$250. Larry Brian, outro amigo de Bushnell, desistiu de última hora e não entrou com o dinheiro. Como já existia uma empresa com o nome Syzygy, Bushnell decide chamar sua companhia Atari, termo utilizado no jogo de tabuleiro japonês Go . Bushnell ainda estava convencido de que os videogames, por mais desconhecidos que fossem, poderiam ser introduzidos e popularizados nos arcades e nos bares, gerando lucros através das mãos de um indivíduo comum. Agora, com sua própria empresa em jogo, era hora dos próximos passos. No início da Atari, Bushnell decidiu trabalhar com a venda e manutenção de máquinas de fliperama, em especial pinballs, atividade de certo ponto lucrativa. Colocou a babá de seus filhos como secretária e contratou o jovem e baixinho engenheiro Al Alcorn, que logo entraria para a história como criador do primeiro videogame de grande sucesso comercial. Para dar a impressão de que a Atari era uma companhia de grande porte, a ordem era para demorar a atender o telefone, fazendo o cliente esperar bastante após ter falado com a secretária. O momento crucial do nascimento da indústria dos games aconteceu quando Bushnell, em 1972, inventou uma história de que tinha assinado um contrato com a gigante General Electric para fazer um videogame baseado no ping-pong, esporte hoje chamado de tênis de mesa. Era o conceito básico de dois paddles (raquetes) acertando uma bola, evitando que esta os ultrapasse. Bushnell queria era testar as habilidades de Alcorn, pois sua intenção não era fazer um jogo tão simples, e o resultado não deveria ter nenhum valor duradouro. Esse próprio conceito já tinha sido explorado no mesmo ano por Raplh Baer no primeiro console caseiro da história, o Odyssey. Alcorn pegou a idéia básica de Bushnell e a melhorou consideravelmente, acrescentando aceleração na bola, tornando-a cada vez mais rápida, a possibilidade de colocar um "efeito" na hora da rebatida e um som de impacto extremamente singular, viciante até. Alcorn pegou uma televisão em preto-e-branco, soldou diversos fios nela, fez um gabinete simples e entregou um protótipo a Bushnell em três meses. O resultado superou de longe qualquer expectativa e estava pronto o segundo videogame arcade da história, chamado simplesmente de Pong. O clássico nome foi escolhido por ser baseado em um jogo de ping-pong e também por causa do som feito com a rebatida da bolinha. Tentando tornar o jogo o mais amigável possível, para evitar a repetição dos erros que ocorreram com Computer Space, Alcorn resumiu as instruções de Pong a apenas uma frase: "avoid missing ball for high-score", algo como "evite errar a bola para ganhar pontos". Realmente não explica muito bem a filosofia do jogo. Para testar a popularidade de Pong, Bushnell e Alcorn colocaram o protótipo em um bar chamado Andy Capp em setembro de 1972. Bill Gattis, gerente do bar, começou a achar estranho que logo depois da chegada de Pong, algumas pessoas começaram a fazer hora para o Andy Capp abrir. Elas entravam e não consumiam nada, indo direto para a máquina de videogame. A prova definitiva da popularidade de Pong veio com uma ligação de Gattis para Alcorn reclamando que a máquina havia quebrado. Alcorn, ao abrir o protótipo para consertá-lo, viu que o problema era a enorme quantidade de moedas depositadas que tinha travado o mecanismo. Feliz com o inusitado problema, coube a Alcorn comentar para Gattis, que a próxima vez que aquilo acontecesse, ele poderia o chamar em casa imediatamente, pois esse problema era sempre um prazer consertar. Com um gigantesco sorriso no rosto, Al Alcorn, criador de Pong, foi logo contar a novidade para Bushnell. Com o enorme sucesso de Pong no Andy Capp, Bushnell que havia oferecido seu produto para a para a distribuidora de eletrônicos Midway e a gigante do pinball Bally , ao perceber o potencial do produto, resolveu produzir o jogo por conta própria, ao conseguir uma linha de crédito de US$50,000. A decisão de Bushnell provou ser a mais correta, já que Pong se tornou tão popular que vendeu mais do que qualquer mesa de pinball do período, e em apenas dois anos de circulação já contabilizava mais de 8000 máquinas vendidas, número altíssimo para máquinas de diversão. Nem mesmo a crise do petróleo de 1973, uma grave crise capitalista internacional causada pela guerra de Yom-Kippur no Oriente Médio, impediu os ótimos lucros alcançados. Acontece que parte desses lucros logo fugiriam das mãos da Atari, já que Pong é um dos jogos mais imitados da história. Em pouco tempo, dezenas de clones de Pong chegariam não só nos fliperamas, mas também na sala de estar das casas, devido a inabilidade de Bushnell de registrar uma patente. A Atari ainda lucraria bastante com sua versão caseira Home Pong, principalmente devido ao acordo com a influente cadeia de lojas Sears, mas nada que impedisse o cada vez maior número de imitadores. No Brasil não foi diferente, já que em 1977 a Philco/Ford lançava aqui o Telejogo, o primeiro videogame brasileiro. Não devemos esquecer que o próprio Pong é uma imitação dos jogos do console Odyssey e logo a Magnavox colocaria a Atari na justiça, sob o argumento de que Pong infringe a patente do inventor Ralph Baer. Ao contrário de Bushnell, bon vivant e despreocupado, Baer é extremamente organizado e sempre manteve todas as suas idéias anotadas e registradas com detalhes, somando ao todo mais de setenta patentes. Sem recursos financeiros para competir até o fim, Bushnell acabou tendo que fazer um acordo com a Magnavox, que inexplicavelmente não cobrou royalties da Atari, apenas uma licença única de US$700,000. Bushnell sorriu e aceitou imediatamente. O caminho para mais videogames se abria e os horizontes dos jogos eletrônicos começavam a tomar forma. Antecedentes Importantes: - Odyssey-Table Tennis (Magnavox, 1972) Inspirou: - Breakout (Atari, 1976) - Arkanoid (Taito, 1986) Por que é revolucionário: - Iniciou a hoje bilionária indústria dos videogames. Bushnell com sua visão conseguiu provar que a tecnologia já permitia a criação de jogos eletrônicos a custos relativamente baixos e que havia uma demanda para esse tipo de produto. - Foi o primeiro videogame de ótimo sucesso comercial. - Foi o primeiro produto da Atari, pioneira na criação de videogames, abrindo caminho para outros grandes jogos.
Nolan Bushnell: Um visionário
Al Alcorn com uma versão de Home Pong
Computer Space e seu gabinete futurista. O primeiro videogame movido a moedas.